Cosméticos ecológicos

As prateleiras das perfumarias estão mais verdes. Champoos, condicionadores, hidratantes, desodorizantes e até cremes anti-idade feitos com produtos orgânicos vieram com tudo e foram conquistando espaço. A receita de tanto sucesso tem dois motivos principais: eles respeitam a natureza e apresentam menor chance de agredir a pele.

 

Os cosméticos orgânicos devem seguir algumas determinações na fórmula. Eles precisam ter 95% de matéria-prima orgânica, não apresentar nenhuma substância sintética ou química e não ser testados em animais. No Brasil, os produtos são certificados pelo Instituto Biodionâmico que inspeciona e fiscaliza a produção de acordo com normas internacionais. As empresas ainda prestam contas quanto à atitude ecologicamente correta, optando por embalagens recicláveis e participando de programas de sustentabilidade ambiental.

 

Existe ainda a classificação dos produtos feitos com ingredientes ou matérias-primas orgânicas. Eles são certificados desde que tenham até 70% de orgânicos na fórmula.

 

A onda verde também atinge os chamados cosméticos naturais. Estes precisam ter entre 5 e 70% de orgânicos na fórmula e também não podem ser derivados de petróleo ou outras substâncias químicas.

 

Quer montar sua nécessaire ecológica? Veja algumas opções.

 

As importadas:

Hidratante antiioxidante Green Apple - com complexo orgânico de sucos de maçã, uva e limao e vitamina C.

Dreamwash Shower- gel para banho feito de ervas e flores.

Dutchy Collection- até o princípe Charles entrou na onda. Esta marca é dele e vende de cosméticos a sementes organicas. Aqui, o shampoo de Rosas e Mandarim.

 

As nacionais:

Magia dos aromas- desodorizantes com calêndula e manjericão que previnem e neutralizam o desenvolvimento bacteriano. Efeito duradouro.

Amazon Secrets- linha completa feita de açai.

Floresta- creme para as mãos feito com propriedades nutritivas e regenerativas do extrato vegetal orgânico de acerola, do óleo de oliva e da manteiga de murumuru.

publicado por Sofia às 10:09 | link do post | comentar